Bem-vinda!!

Bem-vinda ao nosso blog!
Aqui, mamães muito diferentes mas com um único objetivo compartilham suas experiências nesta grande aventura que é a maternidade! Nós queremos, acima de tudo, ser mamães sábias, que edificam seus lares e vivem com toda plenitude o privilégio de sermos mães! Usamos muitos dos princípios ensinados pelo Nana Nenê - Gary Ezzo, assim como outros livros. Nosso objetivo é compartilhar o que aprendemos a fim de facilitar a vida das mamães! Fomos realmente abençoadas com livros (e cursos) e queremos passar isso para frente!


"Com sabedoria se constroi a casa, e com discernimento se consolida.
Pelo conhecimento os seus cômodos se enchem do que é precioso e agradável"
Prov. 24:4,5

sábado, 8 de maio de 2010

Orelhinha Furada

O que furar orelha tem a ver com o Nana Nenê? Nada, mas como passei por essa experiência recentemente e não encontrei as informações que precisava no Google, achei que seria interessante falar sobre isso. 


Quando estava grávida, imaginava que seria bacana levar os brinquinhos à maternidade e voltar para casa com estilo. Ledo engano. A má notícia para as mães paulistanas é que não se fura mais orelhas na maternidade. Não preciso dizer como fiquei frustrada com a notícia...e não é sem razão. Se já era complicado para aqueles sem-noção, freqüentadores de elevador, adivinhar o sexo do bebê mesmo ele estando de rosa e brincos, imagina sem eles!

Conclusão: recebi diversos cumprimentos sobre como era robusto e bonito meu rapazinho.

Em vista desses acontecimentos, resolvi que dentre as comemorações pelos três meses de vida da Gigi, estava furar a orelhinha. Imaginei que seria fácil. Estava errada. Liguei para praticamente todas as grandes redes de drogarias da capital, de Droga Raia até Onofre e descobri que ninguém faz o serviço. Contrariada, parti para as farmácias menores de bairro. Somente uma delas topou fazer o furo, mas não senti firmeza na mulher...desisti. Se há algo que eu aprendi a respeitar é a tal “intuição” de mãe.

Por fim, liguei para a maternidade onde a Gi nasceu e pedi uma indicação. Recomendaram-me uma enfermeira que trabalhava lá mesmo e fazia esse “bico”, indo até a residência da cliente.

Agendei com ela o trabalho e no dia e horário combinado ela estava aqui. Trouxe a maletinha da tortura com tudo que era necessário. Passou uma pomadinha anestésica na pequena e enquanto esperávamos que fizesse efeito ela afiou o brinquinho. Esterilizou com álcool as orelhas e marcou o local do furo. Aproveitou para me explicar onde deveria ser furado para que tudo ficasse simétrico. Quando chegou a hora enrolou ela na manta e...foi tão rápido!

A pergunta que você deve estar fazendo é...doeu? Bom, considerando que a Gi fez o maior escândalo só para ela passar o álcool, imagino que minha bebê não seja parâmetro. Sério, fiquei com vergonha. Parecia que estavam matando ela...e isso porque era só para fazer a marcação, nada de furo ainda. A verdade é que tão logo ela veio para meu colo a choradeira parou. Acho que o choro era mais pelo nervoso do que pela dor, porque meus braços são anestésicos. Sara tudo.

Gostei do serviço. A enfermeira foi super delicada, os furos ficaram perfeitos (bem no centrinho) e com a comodidade de não sair de casa. A desvantagem foi o preço: R$120,00 (cobravam R$30,00 na farmácia). Mesmo assim, achei que valeu a pena.

Ai de quem chamar minha princesa de menino a partir de agora!

9 comentários:

  1. Nossa, bom saber! Daqui a pouco eu também estarei à procura de brinquinhos!!

    ResponderExcluir
  2. Puxa que bom que tudo deu certo pra vc e sua pequena... Minha filha Marina, hoje com 8 anos, tem um dos furinhos da orelha bem torto, quase rasgado e não são todos os brinquinhos que ficam bons. É preciso pegar uma boa indicação de enfermeira!

    ResponderExcluir
  3. É verdade Daniella! É melhor pagar um pouquinho mais caro e fazer com um bom profissional para não ter problemas depois.
    Eu mesma tive minhas orelhas furadas quando bebê, mas como foi mal feito, meus pais deixaram fechar o furo para fazer outro mais tarde!

    ResponderExcluir
  4. Ai, ouvindo você contar, vejo que fiz uma "loucura", rs! Também fui em várias farmácias tentando encontrar alguma que furasse orelha de bebê, demorou um pouco mas acabei achando uma perto do trabalho. Era uma farmácia antiga e o próprio dono é quem fazia o serviço. Como sou mole pra essas coisas, fiquei do lado de fora da salinha enquanto a minha sogra segurava a Nicole que tinha apenas 3 semanas e chorou bastante. Os furinhos ficaram bons (ele usou os próprios brincos pra furar) e, pra ser sincera, nem me lembro quanto pagamos. Tenho certeza de que não passou de R$ 15,00!!

    ResponderExcluir
  5. Meninas fui hoje levar a larissa! Ela esta com 7 dias e levei numa farmácia mais "chique" aqui em Atibaia. Foi super rápido, com o próprio brinco, e custou 10 reais. Espero que fique bom! Hj parece que está!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual farmacia Cristiane? Tbm sou de Atibaia...

      Excluir
  6. Olá Fabi
    Adorei seu depoimento!!
    Vc poderia por gentileza me passar o conato desta enfermeira? Se preferir me passe por e-mail: erikadionizio@ig.com.br
    Obrigada,
    Érika.

    ResponderExcluir
  7. Oi Érika!
    Nossa, demorei muito para responder!! Acho que sua princesa já deve estar com as orelhinhas furadas... Mil desculpas, mas essa volta ao trabalho me deixou sem tempo de ver o site.

    Então, eu procurei o telefone dela mas não consegui encontrarar. O nome dela é Laura e ela é do Pro Matre. É só ligar lá e pedir o contato que eles dão.

    Espero que a ajuda não tenha sido muito tarde.
    Abraços
    Fabi

    ResponderExcluir
  8. Sou otorrino e tenho acompanhado complicações infecciosas que quase sempre levam a sequelas estéticas definitivas por tentativa de locar brincos e piercing, o que me leva a acreditar que um profissional médico deve estar por perto para tratar rapidamente as possiveis complicações diminuindo a chance de sequelas, principalmente quando se tratam de bebes que naturalmente tem imunidade menor

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!